img_2943

Dia de podar o manjericão e fazer molho pesto! Meu manjericão parece realmente ter gostado de passar o verão na janela da cozinha, cresceu tanto que ainda não consegui dar conta dele só com pasta e salada caprese, então tem virado muitos potinhos de molho pesto.

Quando eu faço pouco molho pesto, eu gosto de usar um pilão e macerar… macerar… até se transformar no molho. Pesto vem de pestare, que é exatamente isso, espremer/triturar. E o socador do pilão (pestello) se chama pesto em italiano. Bom, mas um processador de alimentos ou liquidificador facilita muito esse processo.

Essa receita de pesto já estava aqui no blog, eu havia postado depois da viagem para Cinque Terre porque estava no clima de pesto genovese (post sobre Cinque Terre aqui). Mas mês passado eu recebi um casal de amigos aqui em casa e esse excesso de manjericão veio bem a calhar, fiz dois potes de molho pesto para acompanhar uns queijos. E esse mês já teve mais potes de pesto e o manjericão continua grande. Então estou aproveitando a deixa para atualizar o post da receita.

E falando em queijos, como eu comi queijos no último mês! Visitamos uma loja/fábrica em Zaanse Schans e provei tudo que podia e mais um pouco. Zaamse Schans é aquela Holanda de cartão postal, com seus moinhos, fábrica de tamancos e muitos queijos! Também descobri uma loja de queijos locais muito legal e pertinho de casa. E como se os queijos holandeses não bastassem, ainda assamos Camembert de Normandie com alecrim e muito mel duas vezes nessa semana! (Receita aqui)

img_2958

Até então a feira de noordermarkt era o meu lugar preferido para comprar queijos (é uma feira orgânica de produtores locais aqui de Amsterdam. Post aqui), mas descobrir mais essa opção de loja de queijos holandeses orgânicos tão perto de casa também me deixou muito feliz.

Eu ainda não conheço muito dos queijos holandeses, mas parece que aqui a maioria dos queijos são tipo Gouda e Edam. Também tem os de cabra, o Leiden (feito com leite coado e por isso com menos gordura), o Maasdammer (com seus grandes buracos e gostinho de nozes) e os Boerenkaas (artesanal. Boeren = fazendeiro e Kaas = queijo). Mas sem dúvia Gouda e Edam tomam conta das feiras e mercados. Além disso, a diferença entre um queijo jovem e o mesmo envelhecido já faz dele outro queijo! O senhor que atendia nessa loja perto de casa me recomendou dois queijos, um jovem (mais suave) e outro envelhecido que já tinha bastantes cristaizinhos.

Além dos métodos de fabricação e o tempo de maturação, aqui também existem bastantes versões temperadas com pesto, pimentas, ervas e etc etc. Eu particularmente prefiro o queijo puro ou temperado em cima de uma ciabatta, mas parece que vendem bem desses já temperados aqui, principalmente nas lojinhas mais turisticas.

Feira orgânica de noordermarkt - Amsterdam

Feira orgânica de noordermarkt – Amsterdam

img_4354

Zaanse Schans – Amsterdam

img_4373

Zaanse Schans – Amsterdam. Foto roubada da camera do casal de amigos

Mas voltando para o manjericão… Ele virou caprese, pesto, bruschetta e molho de spaghetti. O pesto dessa última vez eu fiz com nozes, mas o clássico genoves é com pinoli. E só para avisar, eu não costumo medir os ingredientes e nem é precioso, mas coloquei uma medida aproximada aqui na receita como sugestão. Fique à vontade para colocar os ingredientes à gosto, mas o que não pode faltar é muito manjericão e um bom azeite.

Ingredientes:

Folhas de manjericão – Aproximadamente 50g.
Queijo pecorino (ou parmesão) – 100g
Pinoli torrado (ou nozes) – uma colher de sopa ou mais a gosto
Alho – 1 a 2 dentes
Azeite extra virgem – 100ml ou à gosto
Sal à gosto

Higienize as folhas de manjericão com um pano úmido (não passe as folhas na água).
Em um pilão (liquidificador ou processador de alimentos), macere o alho, depois junte as folhas de manjericão e o sal. Macere bem até desmanchar.
Junte o pinoli (ou nozes) e continue macerando.
Por último misture o queijo ralado e o azeite.

img_2918

img_2924

img_2949

Molho Pesto

By October 11, 2016

Instructions

Higienize as folhas de manjericão com um pano úmido (não passe as folhas na água).
Em um pilão (liquidificador ou processador de alimentos), macere o alho, depois junte as folhas de manjericão e o sal. Macere bem até desmanchar.
Junte o pinoli (ou nozes) e continue macerando.
Por último misture o queijo ralado e o azeite.