img_1862

Ontem estreei minha máquina de fazer pasta! E só por isso estou atualizando esse post de massa fresca aqui no blog. Nenhuma grande novidade quanto a receita, mas é que brinquedo novo empolga e preciso mostrar como ficou! E assim também aproveito para tirar as besteiras que tagarelei enquanto escrevia a receita passada. Quem leu, bem, que não leu, amém!

Ah, mas não se intimide com a máquina! Sempre fiz sem ela e funciona também.

img_1872

A receita padrão de massa é 1 ovo médio (53g a 63g) para cada 100g de farinha, sendo que dependendo da umidade da farinha usada, pode precisar de um ajuste nessa proporção.

Aprendi essas firulas de medidas em um curso de massas, mas esse negócio de pesar ovos não é comigo. E também não é tão necessário assim. O que conseguir encorporar de farinha por ovo está ok. Sovando a gente sente o ponto.

É simples assim. Coloque a farinha na bancada (ou em uma vasilha), abra um espaço no meio e quebre um ovo alí. Comece a misturar com a ponta dos dedos e depois sove. Se precisa, coloque mais farinha. Põe pra descansar, abra, corte, cozinhe e coma. (Calma, calma… Tem mais detalhes aqui no post).

Maaass… Também pode ser sem ovos! Sim, sim, pasta vegana é tão simples quanto a tradicional com ovos. E, pasmem, pode ser até com suco de limão no lugar dos ovos. Qualquer líquido pode substituir o ovo. E a farinha também pode ser integral, misturada com farinha de castanhas, com farinha de linhaça e o que mais a criatividade permitir. Para a versão mais simples sem ovos, pode usar água e alguma gordura como azeite. Massa é um mundo!

Essa é a minha massa integral feita sem ovos do post antigo:

IMG_3174 rk

Mas voltando para a receita:

Peneire a farinha sobre uma superfície lisa. Apesar de ser menos higiênico (e nada recomendado em restaurantes no Brasil por causa do  clima propenso a proliferação de bactérias), uma superfície de madeira é muito melhor para sovar a massa porque conserva o calor e ajudar a chegar no ponto mais rápido.

Com a ponta dos dedos, faça um “buraco” no meio do monte de farinha.

img_1840

Bata os ovos (aproximadamente 1 ovo médio para cada 100g de farinha) e misture com a ponta dos dedos. Se a massa estiver mole, adicione mais farinha.

Molde uma bola com a massa.

Numa superfície enfarinhada, estenda a massa com movimentos de dentro para fora. Sove até que esteja elástica e soltando com facilidade da superfície. Se você estiver fazendo com farinha integral vai ter que sofrer um pouquinho mais para sovar bem.

Faça uma bolinha e cubra com um plástico. Deixe descansar na geladeira por 30 minutos.

img_1842

Depois abra a massa com um rolo (ou com a máquina*), espalhe mais farinha por cima e por baixo para não grudar e corte a massa (com uma faca ou com a máquina).

*Se estiver usando a máquina, vai ver que ela tem um botãozinho de girar com marcações em números. Comece pelo 1 e a cada passada mude para o próximo para afinar mais.

Depois deixe secar (ou não)  penduradas em qualquer lugar um suporte próprio e guarde na geladeira por até 3 dias. Ou congele ou preparar logo com um delicioso molho!
Pra essa eu fiz um molho tipo pesto, mas com amêndoas e sem macerar muito o manjericão porque eu tava com pressa (fome). Tem receita de molho pesto aqui.

img_1890

Para cozinhar a massa que nem um profissional, também tem umas regrinhas básicas:

10g a 12g de sal GROSSO para cada litro de água.
1 litro de água para cada 100g de pasta.

Ok? Continhas básicas na cozinha. Decore assim: 10g – 1L – 100g

Primeiro ferva a água, depois coloque o sal grosso. Junte a pasta, espere voltar a fervura, coloque a pasta e marque o tempo. Para a pasta fresca, uns 3 minutos é suficiente. As massas prontas normalmente indicam o tempo na embalagem.

img_1907

img_1913

Buon appetito!