img_2220

Até pouco tempo o conceito de Muesli era um tanto confuso na minha cabeça, não sabia bem se era granola, se era o iogurte com aveia… E não me importava muito com o que fosse também. Só descobri que eu já faço Muesli faz muito tempo recentemente (e se você também não conhece, provavelmente vai descobrir a mesma coisa).

Aqui em Amsterdam eu as vezes compro uma mistura pronta de aveia e outras coisas que tem esse nome na embalagem. Mas como eu costumo ignorar quase todas as embalagens em holandês no mercado, passou despercebido por um bom tempo. Lembro que era muito comum essas misturas de muesli na Suíça também e existiam várias versões no mercado, o que só me deixava mais confusa para saber o que definia muesli. Mas essa minha curiosidade só durava o tempo que eu passava pelo corredor dos cereais, e logo depois eu já esquecia dele.

Só que ultimamente eu tenho ouvido tanto isso aqui (ou tenho dado mais atenção) que o nome já esta mais familiar. Ok, talvez muesli já seja uma palavra muito comum pra todo mundo, talvez a mãe de todo mundo perguntasse “panquecas ou muesli?” no café da manhã menos a minha. Mas o mais próximo que ouvia disso era granola. E é realmente quase a mesma coisa, só que sem açúcar, sem óleos e sem assar. É, muesli é isso, uma mistura de cereais, castanhas e frutas secas que normalmente se come com leite ou iogurte. Ah, quem nunca pensou nisso?!

img_2191

img_2194

Nesse meu muesli eu usei flocos de aveia e de trigo, coco seco, passas, nozes, sementes de girassol, linhaça e canela.

Misturei tudo e coloquei num potinho de vidro. Depois é só colocar por cima do iogurte com um fio de mel e… Bom café da manhã!

2

img_2323