Pizza sem glúten. Pizzeria Leggera. Pavia

Pizza sem glúten. Pizzeria Leggera. Pavia

 

Mês passado, quando viajei para a Itália, eu estava fazendo uma dieta sem glúten. Bom, eu já considerava furar solenemente a dieta em nome da boa gastronomia italiana. Mas a primeira pizzaria que entrei, por acaso tinha um menu com selo da Associação Italiana de Celíacos.

Não era a minha intenção fazer um tour a procura de comidas sem glúten pela Itália, mas foi incrível porque eu não precisei de nenhum esforço para achar uma pizzaria com um menu sem glúten. Eles faziam todas as opções do menu convencional na versão “senza glutine” (sem glúten em italiano). E a massa era realmente muito boa, melhor do que muitas outras pizzas com glúten que comi (ops, furei a dieta).

menu

Menu sem glúten. Pizzeria Leggera. Pavia – Itália

 

Bom, eu adoro pães e depois dessa viagem passei a adorar massas também. Eu ainda não tenho certeza se glúten me faz realmente mal. De qualquer maneira, a dieta sem glúten (e sem um milhão de outras coisas) estava aparentemente me fazendo bem. Minhã mãe, que tem fibromialgia, hoje já não come mais glúten e parece ter melhorado uns 90%. A gente acaba variando mais a alimentação quando tenta substituir o trigo por outras opções saudáveis e naturais. Tem sido uma boa experiência adaptar receitas e buscar novos pratos.

Claro que o mundo não virou gluten-free, e claro que a Itália continua sendo o paraíso das massas. Mas o que me chamou a atenção foi como eles estão preparados para fazer essa adaptação. São comuns opções sem glúten nos cardápios e nos supermercados. E quando se trata de doença celíaca a coisa ainda fica mais séria, não basta apenas não conter trigo na receita, não pode haver contaminação cruzada no preparo. Bom, esse selinho da Associação Italiana de Celíacos é uma garantia e não é difícil de acha-lo. Italianos fazem comida boa para todo mundo.

AIC

Nos mercados comuns também tem uma variedade enorme de massas sem glúten feitas com arroz, quinoa e milho. Essas são as mais convencionais sem glúten. A essa altura eu já havia chutado completamente o balde da dieta mas continuei experimentando as opções sem glúten sempre que tinha oportunidade.

pasta milho

As plaquinhas com dizeres “Senza Glutine” estão por toda parte na Itália. Restaurantes, supermercados e gelaterias. Sim, até as gelaterias tem especificações! (Veja aqui o post sobre os gelatos italianos). Os gelatos italianos são incríveis e além de não terem glúten (na maioria) também existem muitas opções sem lactose e veganas.

gelado v

CamBio Vita – Gelatos veganos e sem açúcar. Roma.

.

 

frigidarium sem gluten

Frigidarium – Roma. Gelatos sem glúten

 

Bom, mas a Itália também não é só pasta e pizza. Muitos dos pratos típicos são originalmente sem glúten.

As refeições italianas normalmente são compostas por uma entrada, um primeiro prato, um segundo prato e a sobremesa. Esse é o “menu” completo de um almoço ou jantar. Mas não é nada incomum pedir apenas uma das opções, seja de entrada, primeiro ou segundo prato. Os cardápios costumam vir com essas divisões. Em geral os primeiros pratos são pastas, mas também risotos. E o segundo prato são as carnes com vegetais (e algumas opções vegetarianas). É clássico servirem uma cestinha de pão com o que quer que seja pedido.

gelato veg

Café tiramisú

Café Tiramisù – Sant Eustacchio Caffe Dal 1938

 

Dicas:
Mangiare Senza Glutine: iPhone app de restaurantes sem glúten da Itália.
Associação Italiana de Celíacos

E para não perder o hábito, uma sugestão de receita italiana sem glúten e vegetariana. Risotto di pomodoro e basilico aqui do blog:
http://rivelloskitchen.com/risotto-de-tomates-e-manjericao/