IMG_20150531_015701

Não há sorvete como os gelatos italianos! Cada país tem o seu forte, e sem dúvida a Itália também é muito boa em gelatos.

Eu já entendi e aceitei que italianos são experts na cozinha. Chegam a ser chatos de tanta exigência com os ingredientes, mas esse é o segredo. E o mesmo serve para os gelatos. Enquanto em muitos lugares é apenas um industrializado cheio de emulsificantes, corantes, aromas artificias no meio de muito açúcar, na Itália eles são artesanais, sem aditivos, muitas vezes sem glúten, sem lactose, sem açúcar ou veganos.

IMG_5430 rr

A Itália tem gelatos para todo mundo. Vai desde aquele sorvete mais food porn até as versões mais lights de frutas frescas sazonais. É uma arte! E eu nem gostava muito de sorvete até então. Na verdade, eu não gostava muito de sorvete e nem de pasta até conhecer as versões italianas (eles me converteram). As massas me pegaram mesmo de surpresa, já os sorvetes eu vivi na espera do dia em que experimentaria o tal gelato italiano de verdade. E o grande dia chegou!

A primeira gelateria que fui me atraiu pelas muitas opções vegana e ficava em Pavia. Pavia não é uma cidade turística (e talvez por isso não tivesse sorvete de tiramisú como em toda esquina em Roma). Não é nada difícil encontrar gelatos veganos, sem falar que a maioria dos sabores de frutas e de chocolate fondente é sem leite em qualquer gelateria.

IMG_20150511_rk

E como eu gosto pouco de chocolate amargo (ironia), o primeiro que experimentei foi o chocolate fondente. Ele é feito com água em vez de leite, por isso fica leve e mais amargo. Uma delícia! E o dessa sorveteria foi de longe o melhor chocolate fondente (e de avelã também, que lá é nocciola) que experimentei na viagem.

IMG_20150511 rk

E os gelatos eram realmente tudo aquilo que me falaram. Insisto em corrigir quem os chamam de sorvete porque o tratamento que é dado para esse doce lá é muito distinto. De igual nem a aparência: eles são mais cremosos e não são congelados. Levam menos gordura e açúcar na preparação. Também são menos airados e é possível encontrar até versões sem açúcar. Gelato que é gelato é artesanal, não dá para competir.

IMG_5439 rk

Em Roma as gelaterias só perdem para as pizzarias (que muitas vezes também vendem gelatos) em número de estabelecimentos. Tem gelateria em toda esquina e meu marido e eu parávamos em quase todas. Roma é muito turística e você acha os sabores mais enlouquecedores de gelatos. Mesmo assim eles ainda mantem a qualidade dos ingredientes, e isso é o que eu achei mais legal.

Mas foi perto da Piazza Navona que virou nosso “point”. Na mesma rua existem duas sorveterias, uma vegana orgânica com opções sem açúcar (CamBio Vita) e outra com sabores exóticos e lindos (Frigidarium).

placa cn

Bom, já em Cinque Terre, não achei os gelatos tão bons. Eram consideravelmente mais doces e os sabores pareciam variações de algum em comum a todos. Talvez pela falta de concorrência e por ser um lugar tomado por turistas. Mas ainda assim são gelatos italianos. ;)

Giolitti

Giolitt. Tradicional gelateria e pasticceria.

Giolitti

Giolitti