img_1750

Dia de empanadas espanholas!

Quando eu era pequena minha mãe fazia empanadas de tudo: frango, bacalhau, maçã… O que estivesse dando bobeira na geladeira virava recheio de empanada. Na maioria das vezes ela fazia em um tabuleiro grande, como uma torta grande para dar conta da nossa fome adolescente. Mas também é comum fazer como pasteis. Alias, a maioria das pessoas conhecem as empanadas espanholas como pastéis (como em Portugal). Mas também tem a empanada galega que é feita com dois discos de massa unidas nas bordas e com o recheio entre elas. Aí já perde aquele formato clássico de pastel.

“Empanar” seria o “transformar em pão”.  Tem das mais variadas formas de fazer, é basicamente um recheio doce ou salgado e uma massa de pão (com um pouco mais de gordura do que uma massa de pizza, por exemplo). Tem quem faça com massa folhada e massa podre também (podre é só o nome tá?!)

A massa que fiz dessa vez foi com farinha integral, leite semi desnatado e ovo. Pode ser feio com água no lugar do leite, manteiga ou algum óleo vegetal. A tradicional galega é feita assim, sem leite e sem ovos.

As medidas dessa receita fazem umas 20 empanadas pequenas ou 2 empanadas galegas. O que eu mais gosto em fazer empanadas individuais é que posso fazer as minhas sem ou com menos açúcar do que as da formiga do Maurício. Aqui em casa eu não faço muitos doces, nem costumo ter açúcar em casa a não ser que queira fazer alguma receita. E foi por causa da Torta de Santiago do último post que teve açúcar para empanadas.

img_1695

Ultimamente eu ando muito saudosista e dá para reparar isso até nas comidas que tenho feito. Acho que é normal, a gente cresce, vai para longe da família e fica relembrando pequenos prazeres. Saudade normalmente dói um pouquinho, mas essa até que não e me dá uma euforia para reviver certas coisas de novo de alguma maneira nova. E pelo menos com a comida eu posso!

Voltar para Espanha, de onde minha mãe veio quando pequena, e fazer Natais em uma casa cheia também está nos meus planos.  Uma família grande, uma horta grande, cachorros, sol até as 22h e uma rede no quintal. Sou muito bicho do mato? Quando eu me escuto eu acho que sim. Há uns 10 anos se eu ouvisse isso me acharia muito chata e sem graça. Que bom que eu mudei…

blog

Mamá e a antiga casa em Galícia. Ainda com os pés de maçãs

 

Ingredientes:

Massa:
500g de farinha* de trigo (integral ou não),
300ml de leite* semi desnatado morno,
7g de fermento seco (um envelope de fermento instantâneo),
1 ovo*,
1 colher de sopa de açúcar,
Uma pitada de sal.

Recheio:
Maçãs* (de 350g a 700g. Menos para muitas empanadas pequenas e mais para empanadas grandes de tabuleiro),
Suco de limão,
Canela em pó,
Açúcar cristal (ou outro)
Água morna se necessário.

Para assar:
Um ovo para pincelar
Manteiga para untar o tabuleiro.

*Sempre que possível escolha bons ingredientes. Dê preferencia para leite de boa procedência, ovos de galinhas criadas soltas e açúcar orgânico.

img_1710

img_1732

img_1747

img_1785

img_1708-2